12Set/13

Será que é tão urgente…

POR: MirelaCATEGORIA: Pediatra(0) COMENTÁRIOS

Hoje existe uma cultura de levar as crianças na emergência assim que aparecem sinais ou 

sintomas de alguma doença. Isso prejudica muito o funcionamento da urgência, criando filas 

intermináveis e fazendo da sala de espera uma incubadora de doenças.

Muitas vezes uma ligação para o pediatra pode evitar essa visita indesejável e estressante a 

urgência. Se o pediatra conhece você e seu filho ele consegue avaliar a real necessidade da 

consulta de urgência. Alguns medicamentos sintomáticos podem ser feitos ainda em casa e ter 

uma ótima resposta e permitindo a espera até a consulta.

Caso o tratamento prescrito pelo médico não apresente resultado ele deve ser comunicado e 

então decidir junto com a família, que está vendo a criança, qual estratégia seguir. Confie no 

seu instinto materno, se seu filho não está bem, leve na urgência. Mas mantenha a cabeça fria 

e avalie a situação com calma.

Converse com o pediatra durante a consulta sobre quais medicações podem ser úteis em casos 

de urgência e qual dosagem seria adequada para seu filho. E sempre comunique o pediatra 

sobre a utilização destes medicamentos.

 

Colunista do

Por Dra. Marina Rocha Azevedo

Pediatra / Neonatologista

www.pediatraonline.com.br/marinarochaazevedo

 

 

[essb-fans style=flat cols=4]
 
TAGS , , , , , , , , , , , ,

0 comentários

Deixe um comentário