25Jun/13

Sentimentos de uma mae em segunda lua de mel

POR: MirelaCATEGORIA: Vida de Casal(8) COMENTÁRIOS

image

Finalmente estamos regressando ao aconchego do lar.
Tentei fazer um diário sobre a viagem mas nem sempre minha internet era boa e meu tempo também nao era muito, me perdoe quem gostou da ideia e nao viu seguimento, mas foi impossível pra mim.
Mas vamos aos sentimentos, acho que é isso que todos querem saber… como aguentar fazer uma viagem sem filhos. Nem eu sei bem como consegui. Evitei ao máximo falar de Matheus, se ficasse pensando e falando o dia todo nele acho que nao aguentaria, por isso tentei ao máximo me distrair e aproveitar de verdade umas férias só com o marido e vou dizer, o casamento agradeceu e muito. O velho casal apaixonado, renasceu numa forma mais madura mas ao mesmo tempo voltou cheio daquela paixão de inicio de namoro (bom né? ). Sabiamos que aquele era o nosso momento e queríamos aproveita-lo ao máximo mesmo.
Matheus aparecia nas conversas no final do dia, quando chegávamos ao hotel e corriamos pra ver se tinham enviado algum vídeo dele. Aí sim, as saudades machucavam, dava aquele aperto no coração e no silencio do meu pensamento sempre pensava em como tinha tido coragem de deixa-lo.
O medo não é que ele esteja sendo mal cuidado ou que nao esteja bem, de forma nenhuma. Sabe qual é o medo de verdade? O medo é que ele te esqueça,  que quando você chegar ele prefira outra pessoa que nao você… esse é o medo!!! Sempre que vi vídeo dele, ele estava feliz,  sorridente, todo engraçado… e sem mim! É uma realidade que muitas mães nao querem encaram e eu admito isso. Meu filho sabe ficar bem e feliz sem mim!
Temos filhos para cria-los para o mundo mas o sentimento de mãe nao nos permite tao cedo encarar isso como um fato. Queremos que eles sejam eternamente os nossos bebês.
Sabe o que pensei inúmeras vezes? Porque deixei de amamenta-lo!? (E ele mamou até ter 10 meses) se ele ainda mamasse eu tinha a desculpa perfeita para o ter trazido comigo. E sabe de uma coisa? Acho que isso é um dos motivos pelos quais muitas maes nao querem parar de amamentar o pequeno. Julgo que nao querem encarar o fato do seu bebê nao ser mais um bebê… EU senti isso! (Nao se ofenda quem nao acha que é assim… é apenas uma idéia que EU tenho, mas outros podem não ter, além de todos os outros motivos super válidos para continuar a amamentar e que eu super apoio. Não quero dizer que isso é motivo inválido para continuar amamentando de forma nenhuma, espero que entendam).

Então viajar sem filhos é assim: você vai, e vai até bem, mas se você vai mais de uma semana, então se prepara porque a coisa começa a custar mais a partir dai, de resto tem o lado muito bom que compensa e que faz tudo valer a pena.
Uma das melhores partes? Você dormir.. dormir o quanto você quiser e isso eu tava precisando de verdade.

Conclusão?
Neste momento nao quero viajar  nuncaaaaa mais sem ele! Kkkk mas isso é porque estou voltando morrendo de saudades dele e ainda nao pude vê-lo, senti-lo, nao pude me certificar que ele nao me esqueceu de forma nenhuma…
Depois que eu me sentir de novo a pessoa mais importante e especial da vida dele,  aí sim eu volto aqui pra dizer se voltarei a ficar tanto tempo sem ele ou nao. Kkkkk

Amanhã vou tentar falar aqui de dicas de viagem, hotel, dicas para economizar, dicas de lugares, etc… aguardem, acho que vao gostar. 

(Post escrito ontem durante o voo de regresso)

Bjooos

     
    TAGS , , , , ,

    8 comentários

    8 Comentários

    Janaina Carvalho Dargevitch

    25 de Junho de 2013 às 11:02Responder

    Que lindo!!!! Amei… Eu fui para oChile agora em maio, mas não conseguimos deixar o Enzo. Ficamos pensando só na saudade que ficaríamos dele. Confesso que em alguns momentos até pensei em como seria sem ele lá, mas nem eu e nem o meu marido tivemos coragem!!! Quem sabe na próxima nos consigamos? Afinal, com certeza o casamento iria agradecer sim!!! Bjs

    wyllka

    5 de Julho de 2013 às 22:54Responder

    Que lindo não sabia se lia ou chorava,estou nessa fase.

    carol

    11 de Setembro de 2013 às 15:53Responder

    Muito bom o texto, minha filha tem cinco meses e penso exatamente assim, ela ainda mama e fico com medo de perdê-la quando parar de mamar, é tão bom ver ela dependente de mim, mas sei tambem que filhos criamos para o mundo, sua primeira viagem sem seu filho ele tinha quanto tempo?

      Mirela

      11 de Setembro de 2013 às 16:09Responder

      Oi Carol, essa foi a minha primeira viagem sem Matheus. ele tava com um ano e 3 meses. :)

      mil beijos

       

      Mirela

    Marina acioli

    8 de Outubro de 2013 às 7:30Responder

    Chorando…. Acho que a minha filha mais nova vai sofrer muito, mas espero estar enganada. Apesar do sentimento estranho de ver seu filho muito bem sem vc, pior é ver que está chorando e sofrendo… Estou achando muito passar uma semana longe e isso está me deixando louca!!!!!! O que me consola é saber que o casamento fica renovado, pois, sem dúvida, isso acaba sendo bom para toda a família! Obrigada pelas palavras!!! Estou mais segura de que devo enfrentar mesmo e não desistir da viagem… Bjos

      Mirela

      8 de Outubro de 2013 às 8:34Responder

      Nao desista. Você vai querer até repetir a dose mais rápido do que pensa kkkkkk bjao

    Michelle

    9 de Outubro de 2013 às 22:42Responder

    Tbm nao sabia se lia ou chorava, fico admirada quando vejo maes dizendo que conseguiram deixar seus filhos para sair ou viajar, pq queria ter essa coragem, mas infelizmente não tenho, me sinto muito culpada de trabalhar fora, trabalho meio periodo (4h) mesmo assim me sinto culpada. meu filho vai fazer 1 ano, e nunca, nunca, sai sozinha com meu marido, não consigo, já tentei, mas não consigo.
    ele tbm nao saiu do peito ainda, e tenho a sensação que se tirar ele do peito, ele vai deixar de me amar, de depender d mim e de ser meu,. sou muito dependente dele!

      Mirela

      10 de Outubro de 2013 às 11:20Responder

      O Michelle, tudo bom querida?

      Vou ter que ser sincera com você. Essa dependencia não é saudavel nem pra você, e muito menos para o bebê sabe? Isso não ajuda no desenvolvimento do seu pequeno, e também não ajuda no bem estar do casamento. Precisa trabalhar aos poucos isso.

      Eu sei que não é fácil e quando Matheus deixou de querer mamar (sim, ele me desmamou sem eu querer :() eu achava o mesmo. Que meu filho ia me amar menos por isso, mas a verdade é que eu não queria desmamar Matheus para me sentir “a especial”, pois eu fazia algo que ele amava e mais ninguem poderia fazer por mim. Isso alimentava minha carencia e me deixava segura. É o que acontece com voce. Você se apegou a amamentação pelo que vejo, não só pelos beneficios que ela trás, mas principalmente pela dependencia que o seu bebe tem de VOCE. Ele mamando, faz com que mais ninguem possa cuidar dele e você tenha a desculpa perfeita para nao se afastar dele.

      Isso não é bom para como falei, principalmente pra ele. Se você amamentasse sem toda essa dependencia, seria perfeito. Mas você está amamentando com dependencia, não permitindo que ele desenvolva lados emocionais para o futuro dele que de certa forma não são com voce. 

      Bebês precisam de muito amor e de muito carinho, muito mesmo! Precisam ser amamentados, precisam ser acarinhados e se sentir amados, mas também precisam aprender a lidar com coisas menos boas da vida. A separação é uma delas. Bebês precisam ser apresentados de pouco em pouco a independencia. Precisam saber que na casa dos avós e das tias também há amor, e também estão seguros . Porque essa sua dependencia por ele, um dia vai lhe sufocar, porque você por ser adulta vai ver (quando ganhar consciencia) que vai precisar retomar a sua vida. Que o seu casamento vai precisar de tempo exclusivo, que seu marido vai precisar de atenção e vai querer lhe dar atenção também, e na hora que você quiser voltar a ter mão… não vai conseguir, porque acostumou seu pequeno a não saber viver sem você e quem vai sofrer mais, acredite, será ele.

      Trabalhe isso. Encontre alguém de confiança e saia para jantar com seu marido. aos poucos voce vai ver que sempre que voltar pra casa ele vai estar lá feliz, doido para lhe dar um abraço e cheio de novidades boas para lhe mostrar.

      Desculpe ter dado a minha opinião, mas quero de coração tentar lhe ajudar, porque passei um pouco por isso e sei o bem que me fez essa viagem. :)

      Mas faça tudo, quando você estiver preparada. Só não fique preparada tarde demais.

      Mil beijos, e se precisar, é só gritar.

      *****

    Deixe um comentário