14Abr/14

Meu filho está doente, e agora?

POR: MirelaCATEGORIA: Dicas, Papo de Mãe, Papo Profissional, Pediatra(1) COMENTÁRIOS

image

Quando nossos filhos adoecem ficamos muito preocupadas e muitas vezes desesperadas mesmo. Mas temos que ter em mente que a prioridade é o bem estar dos nossos pequenos. Se não podemos curar de imediato os nossos filhos, precisamos garantir que eles fiquem o mais confortáveis possível até que os remédios atuem ou que seu próprio organismo responda as terríveis viroses. Como podemos ajudar então? O primeiro passo é não atrapalhar!! Pode parecer bobagem, mas muitas vezes os remédios atrapalham a recuperação. Não adianta tratar com antibióticos um quadro de origem viral, isso só vai desorganizar a flora intestinal piorando o desconforto. O segundo passo é detectar os sintomas e tentar minimizar o incomodo. Nariz obstruído e tosse melhoram com soro fisiológico usado várias vezes ao dia, uma nebulização com soro também ajuda, ou apenas umidificar o ambiente (uma opção é ligar o chuveiro quente e ficar respirando o vapor como em uma sauna, mas sem molhar a criança). Lembre de elevar a cabeceira na hora de dormir. Febre deve ser medicada sempre que atingir a temperatura limite estabelecida pelo seu pediatra ou quando estiver causando desconforto. Não tente alimentar a criança com febre, ela pode vomitar e ficar ainda mais inquieta. Ofereça muito liquido e espere a temperatura baixar para alimentar. Um outro “truque” é dar um banho morno e demorado na criança para baixar mais rápido a temperatura. Se estiver dormindo, faça uma compressa com panos úmidos nas dobras (pescoço, axila e virilha) e também na testa. O vomito assusta e incomoda e é um sinal de alerta pois pode provocar a desidratação. Se seu filho vomitar e logo depois ficar bem, de um banho, escove os dentes e ofereça um pouco de água (pouco), se não vomitar ofereça outros líquidos em pequenas quantidades e só então libere a alimentação. Se o vomito se repetir no processo, entre em contato com seu pediatra para saber como proceder. Se não conseguir leve na urgência. Evite a auto-medicação. Coceiras ou placas na pele respondem bem ao frio, lave o local com água fria e sabonete neutro mas evite banhos quentes, ambientes abafados e roupas sintéticas. Hidrate a pele e se não houver melhora procure um médico. A diarréia pode desidratar e causar assaduras. Troque as fraldas assim que perceber as fezes, lave o local com sabonete neutro e seque bem. Aplique uma camada generosa de creme de assadurras. E ofereça liquidos sempre. Alguns bebes melhoram dos quadros diarréicos rapidamente, mas outros podem demorar mais ( 5 a 10 dias). Os que demoram a melhorar devem diminuir a quantidade de leite na dieta ou usar uma opção sem lactose. Fique do lado do seu filho, ele vai ficar mais tranqüilo e seguro com você por perto para ajudar. Não perca o controle ou demonstre ansiedade , isso vai piorar o quadro dele. Tenha sempre a mão uma farmacinha básica, e o principal, muita paciência. Se tiver o contato do pediatra avise que seu filho está doente e combine para levar na consulta o quanto antes. Evite as emergências que vão expor muito seu filho.

Escrito pela Pediatra
Dra. Marina Rocha Azevedo

[essb-fans style=flat cols=4]
 
TAGS , , , , ,

1 comentários

1 Comentário

Joyce Patz

14 de Abril de 2014 às 16:59Responder

Excelente post. 😉

Deixe um comentário