13Jan/14

Bebês que tomam leite artificial de noite dormem mais – Mito ou Verdade

POR: MirelaCATEGORIA: Alimentação, Dicas, Diversos, Papo de Mãe(8) COMENTÁRIOS

Bom dia mamães!

No outro dia falei no instagram sobre amamentação e reparei que muitas mães relatavam que mesmo o filho tomando Leite artificial, as noites de sono do pequeno não eram boas.

Peguei em dois comentários onde um a mãe dizia que o filho dormia a noite toda com leite materno e outro onde a mãe dizia que o filho não dormia a noite toda com LA e mostrei que era relativo. Matheus mesmo mamou até os 10 meses e muitas vezes dormiu a noite toda. Dependia era do dia que ele tinha tido. 

Com esse post de comparação  surgiram mais relatos mostrando que era de fato relativo.

Tendo em conta que o instagram tem um numero considerável de seguidoras, dá para tirar conclusões por lá, mas ainda assim pedi para as meninas de um Grupo virtual de amamentação me enviarem um post onde mostram os estudos sobre isso e elas fizeram questão de envia-lo na mesma hora.

Para mostrar que bebês que mamam leite artificial (com ou sem mucilon) é mito, segue então o texto com os estudos que falam sobre isso.

 

Diferenças no sono no bebê que mama ou toma Leite artificial

por Grupo Virtual de Amamentação

 

 Novo estudo prova que não há diferenças. A crença que mães que amamentam tem que fazer mais sacrifícios não se mostrou verdadeira.

 

É comum acreditar que um dos sacrifícios que mães tem que fazer para amamentarem seus bebês é terem pior qualidade de sono. Mas novas pesquisas sugerem que isso é mito.

 

O estudo, publicado em 8 de novembro no periódico científico Pediatrics, descobriu que as mães dormiam em média o mesmo, não importando se amamentam ou dão LA. A autora principal do estudo, Hawley Montgomery-Downs, Professora assistente de Psicologia e coordenadora do Programa de Neurociências do comportamento na Universidade de West Virginia, mostra que absolutamente não há diferenças na qualidade do sono materno baseados em como os bebês são alimentados.

 

Os pequisadores coletaram dados de 80 mães do início da segunda semana de vida do bebê até o final da 12a. semana, e foram divididas em 3 grupos: 27 amamentando exclusivamente por pelo menos 12 semanas, 18 que deram LA exclusivamente por pelo menos 12 semanas e 35 que usaram ambas formas de alimentação.

 

As mães usaram um instrumento parecido com relógio (actigrafo) para registrar seus movimentos e usaram um equipamento PDA para analisar sua qualidade de sono, registrar quantas vezes elas acordaram no meio da noite e por quanto tempo permaneceram acordadas. Com isso obtiveram um diário de sono com relato da qualidade de seu sono e o número de acordadas durante a noite e quando se sentiam sonolentas durante o dia.

 

Surpreendentemente, os dados revelaram que os 3 grupos tiveram a mesma quantidade de sono- cerca de 7.2 horas por noite.

Então, apesar dessas mães não estarem tecnicamente deprivadas de sono, elas estão legitimamente deprivadas de sono de qualidade. Isso se chama “sono fragmentado”, que não é uma desordem do sono, diz Montgomery-Downs. “Isso é o que mães de bebês novinhos fazem.”

 

Como pode ser possível que não há diferença na quantidade de sono total? Se demora mais tempo para o leite artificial ser digerido e portanto eles acordam menos frequentemente, como suas mães não estão dormindo mais? Talvez é porque as mães que amamentam estão amamentando dormindo? Ou porque as mães que dão LA tem que acordar completamente para preparar a mamadeira? Ou uma combinação dos dois?

 

Montgomery-Downs diz: "Não posso dizer exatamente porque não houve diferenças, mas as mulheres que amamentam talvez não tiveram os mesmo níveis de despertares quanto as mulheres que levantaram para preparar mamadeiras. Pode ser que as mães que amamentam se mantiveram no escuro e conseguiram adormecer mais facilmente, já que LM contém o hormônio prolactina, que pode ter efeitos indutores de sono no bebê. Pode ser que os bebês amamentandos acordam mais mas as mães estão adormecendo mais rapidamente. Pode ser também que elas amamentam dormindo. Mas não sabemos se as mães estão fazendo cama compartilhada, essa será uma próxima extensão de nossa pesquisa".

 

Qualquer que seja a razão, esse estudo é obviamente uma boa notícia para os que apoiam amamentação. Sim, eu me pergunto: quantas mães desistem de amamentar- ou nem tentam- porque acreditam que iriam dormir mais com o uso da mamadeira?

Mas amamentação é tão importante para saúde de ambos mãe e bebê que fatos reais sobre o sono nessas condições precisam ser esclarecidos. Montgomery-Downs diz que as mulheres não poderiam simplesmente se sentir obrigadas a amamentar e fazerem o sacrifício de menos sono.

 

Além disso, enquanto estava entrevistando as mães que participaram do programa, Dr. Heinig descobriu que muitas trocaram a amamentação por LA ou cereal, acreditando que os bebês acordavam a noite e choravam por fome, porque não tinham LM suficiente.

 

Ela decidiu então preparar folhetos para dar para os pais com explicações de quão frequente os bebês acordam a noite- 3 ou 4 vezes nas primeiras 8 semanas pelo menos, e porque eles choram.

 

Seu estudo inovativo que durou 3 anos descobriu que as mães que tinham essas informações sobre seu comportamento natural amamentaram seus bebês exclusivamente por pelo menos 4 meses, e a porcentagem de crianças obesas diminuiu.

 

 

Finalmente, Dr. Montgomery-Downs diz: "A Academia Americana de Pediatria recomenda amamentação (exclusiva por 6 meses e continuada por pelo menos 1 ano), então considere os riscos e benefícios de amamentar x dar LA.

Mas não faça sua decisão baseada no velho mito de que irá dormir melhor com LA. Os primeiros meses serão difíceis, amamentando ou não, então pese outras coisas, como a saúde do seu bebê. Não use um ‘bom sono’ como razão para desmamar seu bebê, porque o sono não melhorará com o desmame."

 

 

Pais poderiam ajudar levantando e dando uma mamadeira ao bebê com LM ordenhado. Mas no estudo nenhuma das mães relataram esse tipo de participação dos pais, mesmo que os bebês estivessem tomando LA. *

Recentemente há ímpetos nos EUA para angariar mais apoio para a amamentação, e talvez esse estudo ajude. Como o mito de que bebês que amamentam dormem menos que bebês que tomam LA foi derrubado, os autores acreditam que os esforços de encorajar amamentação nos EUA deve incluir informação sobre sono.

 

Montgomery-Downs diz, "As mulheres devem saber especificamente que a opção de dar mamadeira ao bebê não significa necessariamente sono melhor. Os riscos de não amamentar o bebê devem ser levados em consideração contra a falta de evidência de que o LA melhora a qualidade de sono."

 

 

Montgomery-Downs considera os resultados do estudo bons e objetivos para afastar conselhos não solicitados de profissionais da saúde, amigos e sogras que sugerem o LA como solução para o sono.

 

“Isso deve ser tranquilizante para as mães que amamentam” ela diz. “Desmame não é a solução!”

 

 

PS:

* mamadeiras (independente do conteúdo) podem causar confusão de bicos e desmame precoce. Não recomendamos essa dica então na comunidade.

 

** faltou citar que mães que amamentam e fazem cama compartilhada (atentando para as regras de segurança da CC) tem melhor qualidade de sono sim, salvo algumas exceções. Agora é aguardar se farão um estudo com esse tipo de variável.

 

*** para melhora do sono noturno recomendo dois livros excelentes "Soluções para Noites sem Choro – bebês" e "Soluções para noites sem choro – de 1 a 6 anos" de Elizabeth Pantley

 

Quem quiser pode conhecer o grupo que apoia e estimula o aleitamento materno no instagram @instamamentar

 

Espero que tenham gostado tanto quanto eu.

Não esqueçam de comentar deixando a sua opinião, curtir e compartilhar o texto. Além de eu ficar feliz com a participação de vocês, desta forma ajudam o De Mãe Para Mamãe a crescer.

 

Bjooos

Mirela Acioly

[essb-fans style=flat cols=4]
 
TAGS , , , , , , , , , , , , ,

8 comentários

8 Comentários

Alexandra

13 de Janeiro de 2014 às 11:20Responder

Amamentação com leite materno, sempre a melhor opção!!!!!

Aline Sterque

13 de Janeiro de 2014 às 15:36Responder

Um belo post ! Como vejo mães perdidas por ai quanto a amamentação. Importante informar ? Parabéns !

Alessandra

13 de Janeiro de 2014 às 19:05Responder

Olá Mirela, comecei a te seguir no Insta antes de ganhar meu bb Lucas (hj com 40 dias) Adoro suas dicas. Estou colocando no meu blog http://www.discursofeminino.com.br minhas experiências, de repente ajuda alguém ne? Rs bom, amei essa pesquisa mas estou com dificuldade de encontrar um pediatra que fale minha língua e aceite minha realidade. Ja voltei a dar aulas (sou personal) e nao tenho leite suficiente pra ordenha. Por isso faço o conceito comum e deixo LA pra ele ser alimentado quando nao estou. Falta um pouco de mente aberta dos médicos e de aceitar que nem todas conseguem amamentar como manda o protocolo!!! Fico triste pq me sinto mal de nao dar conta da amamentação do meu bb. Bjs

Juliana França

13 de Janeiro de 2014 às 23:58Responder

Realmente é mito, minha bebê tem 4 meses, mama exclusivamente no peito e sempre dormiu bem desde a segunda semana de vida, pois sempre fiz sua rotina e sempre mostrei o que é dia e o que é noite… AMO amamentar e não é sacrifico algum acordar para alimentar minha princesa

Joana

14 de Janeiro de 2014 às 6:47Responder

Meu bebê está com 4 meses e o amamento exclusivamente. Tem noites que ele faz ciclos de sono bem longos mas tem noite que acorda de 2 em 2 horas. Por isso concordo inteiramente com vc, tudo depende do dia que ele teve. Parabéns pelo blog.

Thayane

14 de Janeiro de 2014 às 8:41Responder

Adorei o post! Pq meu bb tem 6 meses, durante o dia ja come outras coisas mas a noite só mama e ele acorda umas 2 veZes e fico sabendo de bebês q nessa idade ja dormem a noite toda! Ja tava dando leite com mucilon mas mesmo assim só dorme até 3 horas seguidas! E de madrugada ele não aceita mamadeira de jeito nenhum so peito! To morta de cansada, mas to vendo q tenho q ter paciência e esperar ele crescer mesmo hehehe enquanto isso continuo com a rotina do sono a noite! Bjos adoro seu blog!

Valderez Thais

14 de Janeiro de 2014 às 10:29Responder

Bom dia!!

Realmente LA não faz com que seu filho durma a noite toda, grande mito mesmo.
Sei porque minha filha toma LM e LA e não dorme a noite toda, ela tem 1 ano e 6 meses e ama mamar, e realmente isso faz um bem muito grande para ela, eu indico mamães não deixem de amamentar seu bebê. Pense na qualidade de vida do seu filho e você estará sempre feliz!!!

Kelly

28 de Julho de 2014 às 22:01Responder

Minha bebê tem 1 mês e mama no peito, o máximo que ela dorme são 2 horas seguidas, muitas vezes menos, estou muito cansada com a rotina das mandadas, mas nunca cheguei a pensar em LA, acho que o importante é a saúde dela, temos mesmo é que esperar eles crescerem.

Deixe um comentário