10Jun/13

Dicas para nao acabar com o casamento após o nascimento dos filhos.

POR: MirelaCATEGORIA: Vida de Casal(9) COMENTÁRIOS

k

Com o nascimento dos filhos, uma quantidade enorme de coisas muda entre o casal. Não é raro o casamento que termina após o nascimento dos filhos, infelizmente.

São cobranças que antes não existiam.

A mulher tende a se focar apenas no filho e o homem muitas vezes não entende, não ajuda e não participa. De uma forma geral, é assim!

Tem muito pai que adora participar, que faz questão de ajudar, mas tem muitoooos outros que não foram educados para isso, e não tem esse "toque" na veia. ´No geral, é em casamentos com homens assim que costumam haver mais brigas e desajustes após o nascimento dos pequenos. De certa forma estou culpando os homens como o principal motivo do desajuste, mas calma gente, não é bem isso que quero dizer. Cada um tem razão à sua maneira. Ela é sobrecarregada de novas obrigações, ele é jogado para trás e quase que esquecido. Ela não se cuida porque não tem tempo, ele não entende e não gosta do que vê. Ela chora, chora e cobra atenção, ele tenta mas não consegue, não foi programado para isso…Não sabe lidar com isso… e é ai que tudo o que foi construído durante anos pode ser jogado por agua abaixo.

Um filho tão programado, tão desejado por duas pessoas que se amam terminou sendo um muro entre o casal.

E aí? Alguém está se reconhecendo aqui? Pois é, por aqui não foi diferente.

Brigamos? Brigamos muitooo, teve dias que eu tinha vontade de matar o meu marido enquanto ele dormia kkkk mas sempre tentamos ouvir um ao outro e sabíamos que era apenas um momento. Era o momento do Matheus. Quando me dei conta do que estava acontecendo, mudei um pouco a forma como estava agindo. Comecei a cuidar dele como antes fazia, ele começou a entender que eu também precisava de atenção e por ai foi.

Hoje Matheus tem um 1 e 3 meses e finalmente o nosso casamento voltou a entrar na linha que estava antes do pequeno nascer. Teve hora que eu, de verdade, achei que não iria conseguir colocar tudo de volta nos eixos. Mas com calma e paciência, hoje voltamos a ser o casal que fomos um dia, e o nosso filho nos une ainda mais e nos faz ver que tudo valeu a pena. (tou até querendo já o próximo rs)

Meu conselho para as mulheres? Mude a sua forma de cobrar ajuda.

As vezes estamos tão exaustas que não reparamos o quanto estamos fazendo a vida do marido num inferno porque queremos que alguém pague pelo nosso cansaço. Você não vai conseguir mudar o seu marido do dia para a noite e quanto mais você exigir, menos vai conseguir. Homem é de Marte, mulher é de Venus lembram gente? Isso é pura verdade. São raros os homens que vão ser exatamente o que sonhámos um dia e tudo isso de certa forma, por influencia dos contos de fadas e romances que assistiamos na TV quando éramos crianças. A realidade é esta que estamos vivendo, e ela se olharmos com outros olhos, pode ser muito melhor do que o esperado. Basta usar-mos as nossas armas femininas.

No outro dia falei isso no instagram e alguém disse que vivemos no século XXI, que isso é pensamento ultrapassado, mas eu não concordo. Sei que a grande maioria dos homens se perde após o nascimento do filho. Homem é tratado desde que nasce com todo o cuidado exagerado da mãe, não lhe costuma ser exigido que façam a cama, lavem a loiça, ajudem nas lides domésticas, até porque aqui no Brasil a cultura da empregada doméstica e da babá é algo muito forte, dai ainda dificulta mais tudo isso. Se bem que tudo isso vai mudar muito mais rápido do que imaginavam com essa nova lei das domésticas, mas esse é outro assunto que já falei aqui. Mas já ouviram dizer que homem procura numa mulher "a mãe"? Isso não deixa de ser verdade! Ele quer continuar a ser tratado como a mãe o tratava, e quando um filho nasce, ele de certa forma é colocado de lado.

Entendam, eu acho que nós mulheres somos quem tem que direcionar para onde queremos que o barco siga. Não quero dizer que temos que nos acabar mais para conseguir aguentar casa, marido, filhos e ainda todo o mundo feminino da nossa vida. Quero sim dizer, que com a nossa sabedoria feminina podemos com jeitinho levar as coisas por um melhor caminho e eu tenho certeza que no fundo cada uma sabe qual é ele.

Aguentem firmes porque tudo passa, e quando passar fica melhor com que estava! Acreditem!

     
    TAGS , , , , , , ,

    9 comentários

    9 Comentários

    Manuela

    10 de Junho de 2013 às 13:31Responder

    Super concordo com cada ponto colocado, o nosso nós não programamos, imagina a danação quando meu marido se viu pai, graças a Deus, mesmo com muito estress eu consegui cuidar do pequeno, do marido e de mim. Não escanteei marido, nem deixei de me cuidar. Muito bom o post.

    Mariane

    15 de Junho de 2013 às 13:19Responder

    Adorei este post… Estou passando por esta fase. Minha filha está com 2 meses e meio. Parabéns!!!

    Paula

    29 de Junho de 2013 às 10:10Responder

    Oi Mirela! Super me identifiquei nesse post! Minha bb ta com 4 meses e nunca pensei que o casamento fosse passar por isso… amo mto minha filha, mas choro quase todos os dias por causa do casamento. E olha que meu marido é um super pai, ajuda em tudo! Mas estou me sentindo de lado! Primeira vez que desabafo!! Rsrs bjs

    Janaína

    27 de Setembro de 2013 às 13:07Responder

    Olá Mirela!
    Que sorte tive em conhecer suas postagens através do instagram e agora o seu blog.
    Estou vivendo isso, minha filha está com um pouco mais de um mês, e vivo tendo mudanças de humor. hora me sinto feliz e amada pelo meu marido, outra hora me sinto feia por não ter tempo de me cuidar e sinto inseguranças em relação à ele, não que me dê motivos, ele é maravilhoso, mas ele está por aí todo bonitão e eu estou completamente limitada dentro de casa cuidando da nossa filha. E vc de alguma forma está me ajudando a ver que isso é apenas uma fase e que não sou a única a passar por isso: cansaço, falta de tempo, noites em claro, etc…
    E passo a passo vamos caminhando. Obrigada!

      Mirela

      1 de Outubro de 2013 às 13:21Responder

      Oi Janaina, 

      É fase sim flor, mas não se acomode. O problema é que muitas mulheres se acomodam e nunca mais saem dessa “fase”. Uma hora voce vai precsar volgtar a ser o que era so que agora mais um pouco. Mas voce consegue :)

      Mil beijos

      Mirela

    Daniele

    20 de Janeiro de 2014 às 19:16Responder

    Oi Mirela,
    Eu e meu marido estamos planejando um filho, está sendo muito interessante ler seus pots, sou extremamente insegura, penso mil coisas sobre ter um filho, e sempre acabo adiando isso, sou louca pra ser mãe, tenho até os nomes escolhidos, ler o que você escreve está mostrando outra visão da maternidade, isso está ajudando muito, parabéns pelo seu instagram e seu blog. Beijos :D

    Josie Raya

    25 de Março de 2014 às 15:10Responder

    É muito difícil que o casamento fique ileso ao nascimento de um filho. Minha filha acabou de completar um ano e uma crise bem feia se instaurou desde que ela tinha, mais ou menos, seis meses. Conforme a criança cresce, as exigências aumentam, o tempo diminui, o cansaço atinge níveis antes desconhecidos. Alguém tem que pagar por isso. Quem será? Quem está mais perto: o marido. Comecei a ter ataques e pitis descontrolados e exagerados por qualquer coisa mínima que saísse errada… Me tornei uma bruxa física e espiritualmente, confesso. Não sei como meu marido não foi embora de casa. Eu merecia. Mas acho que agora as coisas estão voltando ao eixo. Sei que ainda há muito trabalho pela frente, sobretudo porque queremos mais um filho, em breve. Mas ao menos já conseguimos enxergar uma luz no fim do túnel.

      Henrique

      29 de Abril de 2014 às 18:28Responder

      Boa tarde mamães. Gostaria de pedir a ajuda e o conselho/sugestão de vocês. Entendo e aprecio muito todo o trabalho que as mães tem em casa, e a minha esposa em especial está cuidando MUITO bem do meu filho, o alimentando, educando e dando carinho e toda a atenção, mas…..Temos um filho de 7 meses, minha esposa não está trabalhando fora, temos uma moça que faz a limpeza lá em casa uma semana sim outra não, as vezes toda semana, pagamos creche pra ele em período integral, e além da minha esposa me pedir pra fazer mil coisas quando chego em casa depois do trabalho e faculdade, nosso apartamento é, e está SEMPRE bagunçado e sujo, e ela reclama que não dá tempo de fazer tudo que tem que fazer. Continua….

      Por favor sejam sinceras, e entendam que estou genuinamente pedindo ajuda aqui. Estou pedindo demais em querer que ela primeiramente pare de reclamar tanto principalmente que eu não ajudo (apesar de fazer absolutamente TUDO que ela me pede quando chego em casa), pois entendo que está em uma situação privilegiada (como fazem as mães que tem que trabalhar fora??), e segundo, que a casa seja mantida pelo menos limpa?? Talvez eu tenha vindo no lugar errado desabafar, mas esse é um desabafo de um pai que não sabe se está pedindo demais ou se está sendo injusto com a esposa. Tenho a consciência tranquila de que faço tudo que posso pra ajudar em casa, ofereço as vezes sem ela pedir, para lavar as mamadeiras a noite, pra dar mamadeira pra ele, e fico com ele de manhã quando acordo enquanto me arrumo pra ela dormir um pouco mais. Aguardo seus comentários. Grato. Henrique

    Francielle

    20 de Março de 2015 às 11:01Responder

    Nossa estou passando por uma fase tão difícil no meu casamento minha filha tem 2 meses e eles não me ajuda muito com ela é daqueles homens que põe comida em casa e so, penso seriamente em me separar todos os dias eu o amo muito mas me sinto tão de lado fora a insegurança de estar sendo traída. Me indentifiquei muito com seu post e vou tentar (se é que tem salvação) salvar meu casamento. Obrigada

    Deixe um comentário