10Abr/14

Cama compartilhada? Ah essa eu paguei pela língua!

POR: MirelaCATEGORIA: Confessionário, Papo de Mãe(1) COMENTÁRIOS

Que mania de que quem não concorda com cama compartilhada tem de criticar quem gosta de dormir com os filhos… 

Uma coisa é conversar e alertar sobre alguns perigos que possam existir e alguns cuidados que precisam ser tomados, outra coisa é a pessoa te criticar e te olhar feio porque você permite que o seu filho durma na cama que é sua e do seu marido. Não deveria esse ser um problema apenas dos donos da cama? E se os donos gostam, porque é que tem que ser problema?

Tá, essa foi das coisas que eu mais paguei pela língua. Sempre falei que filho meu não iria dormir na minha cama porque lugar do bebê era no berço e o meu marido concordava comigo, mas bastou Matheus chegar que logo nos primeiros dias mudamos de ideia.

No começo ele ainda dormiu num Moisés do lado da minha cama porque eu tinha medo de machucá-lo ou sufoca-lo, mas com o tempo fui ganhando confiança e quando demos conta ele estava dormindo todos os dias na nossa cama. E como era bom senti-lo ali pertinho, poder cheira-lo a noite toda, acordar a meio da noite e ficar só olhando pra ele sem ter que me mexer, fora a praticidade quando ele acordava pra mamar. Não precisava me levantar e isso fazia com que eu não despertasse.

 Algumas vezes ainda tentamos coloca-lo no quarto dele, mas quando nos deitávamos sentíamos a falta dele e o logo ficávamos querendo ir busca-lo kkkkk

Esta cama compartilhada durou até Matheus ter um ano. Quando ele completou um ano, passou para o quarto dele sem qualquer problema e pronto #DeiSorte 

Resolvemos que estava na hora de tira-lo quando as noites começaram a não ser boas por ele se mexer muito.

Mas o que eu quero aqui dizer é que cada um sabe de si. Se existem casais que gostam e não se incomodam de ter o filho dormindo no meio deles, qual o problema? Precisamos aprender a respeitar mais a maneira de pensar do próximo. Se alguém faz algo que na nossa cabeça não tá certo, tendemos logo a querer faze-lo mudar de opinião e muitas vezes terminamos fazendo a pessoa sentir-se mal com a sua posição. Isso não é bacana. Cada pai sabe o que é melhor para si e para o seu filho. Se você nunca dormiu com o seu filho na sua cama, tudo bem também.

O que importa mesmo é que cada um faça o que acha que está certo e pronto, não é não?

Mas que dormir com o filho na mesma cama é uma das melhores coisas do mundo, é!

De vez em quando, eu e Saulo ainda deixamos que Matheus durma com a gente. Verdade que no dia seguinte sempre nos arrependemos porque acordamos quebrados, mas quem disse que isso nos faz gostar menos de ter o nosso filho grudadinho a noite toda?

 

 

[essb-fans style=flat cols=4]
 
TAGS , , , , , , , , ,

1 comentários

1 Comentário

Lorena M Braga

10 de Abril de 2014 às 10:34Responder

Olá Mirela! Desde o primeiro dia que cheguei com minha filha da maternidade ela dorme no quarto dela. Com 2 meses e meio ela já dormia por conta própria, colocava no berço, ligava o móbile e ela ficava até dormir #tivesorte. Aí venho meu segundo filho, que foi totalmente o contrário. Tentava ensinar a dormir por conta própria, mas ele chorava demais (não aguentava deixar ele chorando por muito tempo). Ficava muito cansada, pois acordava de madrugada e no outro dia tinha q acordar cedo pra trabalhar. O que eu fazia? Pegava ele e levava pra minha cama e dormia o resto da noite com a gente (eu e o pai). Antes disso, criticava algumas amigas em pensamentos por deixarem seus filhos dormirem entre os pais, etc. Mas a grande verdade é que quem critica é pq não sabe como é maravilhoso dormir com os filhos. Hoje, adivinha? Dorme os dois (Laura e Renan) conosco. E eu adorooooooooo. As vezes penso em colocar de volta pro quarto deles, mas aí eu penso: eu tenho q curtir enquanto eles ainda querem dormir comigo pq passa tão rápido e daqui a pouco eles q não vão mais querer. Bjs Lorena

Deixe um comentário