6Jun/13

A arte de saber cortar as unhas do bebê

POR: MirelaCATEGORIA: Dicas, Diversos, Papo de Mãe(0) COMENTÁRIOS

jh

Gente, vou confessar aqui, este era o meu maior medo! Quase pânico, e eu tinha motivos para isso, quando a minha irmã nasceu, eu resolvi cortar as unhas dela e arranquei um pedaço do seu dedinho, tive pesadelos com isso e tudo kkkkk e quando Matheus nasceu, eu não cortava as unhas dele nem sob tortura, até que me senti segura para tal e hoje ultrapassei o trauma kkkkk também dei sorte, ele facilita demais o meu trabalho, fica só olhando e nem se mexe, parece que sabe! Sabendo que há mais mamães com o mesmo medo, resolvi colocar o passo a passo.

Não tem como fugir! As mamães precisam se preparar para o corte das unhas dos seus filhotes.

A dica é manter a calma e seguir conselhos de quem entende do assunto.

– Esteja segura para este momento, fique tranquila, não deixe que a criança perceba que você é novata neste caso

– Ache o momento da criança, cada criança tem o seu

– Procure fazer isto durante o dia e em local de muita luminosidade

– Ache um lugar confortável, pegue apetrechos para distrair a criança

– Lave bem as suas mãos

– Tenha um cortador ou tesourinha de ponta arredondada exclusivo para esta função

– Os acessórios para cortar as unhas deverão estar bem limpinhos

– Segure bem firme o pezinho ou a mãozinha e em seguida, pegue com firmeza o dedinho da criança separando-o dos demais

– Concentre-se em um dedo por vez

– Empurre a ponta do dedo para baixo deixando a unha (parte branquinha) mais acessível

– Corte sempre reto, sem mexer nas laterais

– NUNCA cutuque os cantinhos das unhas

– Cuidado para não cortar muito, pois o local incomodará a criança

– Deixe o dedão sempre por último. Pode ser que seja mais complicado

– Se algum acidente acontecer, lave imediatamente o dedinho da criança com água corrente em abundancia e sabão.

E pra piorar o nosso pesadelo, unha de bebe ENCRAVA!!!  "Muitos bebês já nascem com unhas dos pés encravadas e, se não for realizado um corte correto, sofrerão sempre com o problema. Isso acontece porque um pedacinho de unha incrusta na pele aí já viu… Isso acontece porque a pele forma uma barreira ao seu crescimento e, como a unha não para de crescer e é mais dura, ela penetra na pele podendo causar dor e ate inflamação.

Quando não trazem a unha encravada do útero, um momento bastante propício para o aparecimento delas é quando os bebês começam a engatinhar. Aí é atrito pra cá, atrito pra lá: lascam, quebram e ferem as unhas. Outras estripulias do bebê também podem ocasionar o problema. Chutes no berço e carrinhos podem gerar pequenos traumas que venham a se transformar em uma unha encravada.

Mamães podem ter sua parcela de culpa na história: macacões com pezinho ocasionam traumas e meias e sapatos apertados costumam ser vilões. A genética também pode influenciar. Nas unhas da mão é muito mais difícil acontecer. Quando acontece pode ser por problema de má formação, corte incorreto ou acidentes.

O que fazer se o pequeno está com o esse "probleminha"? Primeiro, é necessário identificar o porquê daquela unha encravada. Observe se o sapatinho está apertado, se o macacão com pé está pequeno e fazendo pressão nos dedos, se as meias têm costuras grossas ou se o corte está incorreto. Massagear os dedinhos utilizando um creme ou óleo pode ser uma excelente opção. Isso dá um alívio na pressão do dedo sobre a unha, fazendo com que aquele momento seja muito prazeroso para a criança. A massagem deve ser feita com cuidado, bem de leve, com movimentos circulatórios ou escorregando os dedos para cima e para baixo. Nunca massageie com força em cima da unha pois, como a criança está em fase de crescimento, pode ser que afete a formação da mesma.

Fontes:

enfermeiramariana.blogspot.com.br

Bau da criança

[essb-fans style=flat cols=4]
 
TAGS , , , , , ,

0 comentários

Deixe um comentário