18Jul/15

8 Dicas para criar crianças felizes 

POR: MirelaCATEGORIA: Diversos(0) COMENTÁRIOS


 Os pais idealizam o futuro que querem para os seus filhos. Ou pelo menos acreditam saber que estão preparando as crianças para formar um adulto ideal, não é mesmo? Porém, você já parou para pensar se é essa mesma sua intenção?Tente responder essa questão. Faça um exercício simples, passe um dia repensando na pergunta: o que é que eu realmente quero para os meus filhos?

Tem dias que queremos apenas que arrumem os quartos, façam os trabalhos de casa, e que durmam uma boa noite de sono. Em outros, determinamos os planos bem definidos e começamos a construir o que consideramos ser os primeiros alicerces dos seus castelos.

Mas a verdade é que a resposta é simples e unânime: o que todos queremos é que os nossos filhos sejam felizes, agora e sempre. A felicidade é o bem mais precioso que podemos deixar para nossos filhos e não se compra. A felicidade se cria.

Aqui estão oito dicas que, aplicadas com paciência e flexibilidade, vão lhe ajudar a traçar o caminho para a felicidade do seu filho:

1. Seja “O” exemplo a seguir

A melhor maneira de ensinar o caminho da felicidade ao seu filho, é mostrar para ele que é uma você é uma pessoa feliz. Ele vai se tornar na pessoa que vê em casa, já que as crianças aprendem por observação e imitação. Não fazem aquilo que lhes dizemos, mas sim aquilo que fazemos. Daí vem a expressão “Pais felizes, crianças felizes”. ;)

2. Ofereça tempo a ele.

Para os nossos filhos o sinônimo de felicidade somos nós, os pais. Ofereça o seu tempo e brinque com ele. Passar tempo de qualidade juntos vai ajudar seu pequeno a desenvolver autoestima e confiança. Vocês irão criar laços que se vão se tornar as memórias mais ricas do seu filho.

3. Ensine a virtude da gratidão.

Dizer obrigado é mais do que se bem-educado. É ser grato pelo que temos. Podemos ajudá-los a ver o copo meio cheio em vez de meio vazio. Ensine-os a serem felizes com o que têm, em vez de ficarem tristes com o que não têm.

4. Deixe-o desenvolver os seus talentos sozinho.

As pessoas felizes dominam uma habilidade. Ao dar as primeiras pedaladas na bicicleta, o seu filho aprende a cair e levantar tantas vezes que chega a ficar frustrado, isso vai ensinar a ele ser persistente e a ter força de vontade. Quando finalmente conseguir andar de bicicleta, vai sentir o sabor da vitória, fruto dos seus próprios esforços. Ninguém é feliz todos os minutos da sua vida. As crianças precisam de aprender a tolerar a angústia e a infelicidade. O nosso papel é ensiná-los a caminhar, e não sempre carrega-los ao colo o resto da vida.

5. Ensine seus filhos a fazer escolhas

As crianças têm muito pouco controle sobre suas vidas. Nós decidimos tudo para o seu dia-a-dia, muitas vezes sem questionar quais seriam as suas escolhas. O poder de escolha os ensina a tomar decisões. Deixe ele escolher a roupa, ou o cardápio do jantar uma noite por semana. Dê a ele a oportunidade de tomar pequenas decisões. A sensação de controle vai fazê-lo feliz.

 

6. Diga “não”

Essa é a mais difícil! O mundo vai fechar muitas portas na cara do seu filho. Mais do que possa imaginar. Se quer que ele seja feliz, ensine ele a ouvir “não” quando está em casa rodeado de pessoas que o amam. Senão, ele irá escutar não quando for para o mundo e será muito mais doloroso. E o resto do mundo agradece por não ter de lidar com a birra “disseram-me não pela primeira vez” do seu filho.

7. Deixe ele colocar para fora as emoções.

É importante permitir que o seu filho seja infeliz de vez em quando. As crianças precisam saber que não há problema em estar triste, e que às vezes, faz parte da vida. Ajude-o a exteriorizar e reconhecer os seus sentimentos. Eles precisam de sentir o nosso apoio nessas alturas. Abrace-o, ele vai sentir que o compreende. A frustração é uma parte importantíssima da infância. Ele precisa saber perder, precisa saber que nem sempre irá ganhar na vida. Essa é a realidade.

8. Ame o seu filho incondicionalmente.

As crianças fazem arte. Pense que seu filho está pulando no sofá e já mandou ele parar várias vezes. Ele continua, até que o pai ou a mãe se zangam e gritam o ultimato “É a última vez que aviso…”. Ele para de pular e começa a chorar. As crianças aprendem através da experimentação/erro e eles precisam de correr riscos. Mostre a ele que há consequências, mas que os pais o amam mesmo assim. As crianças ficam mais seguras e confiantes e aprendem que as pessoas erram, mas há sempre uma oportunidade para corrigir os erros. Porque “errar é humano”. Quando as crianças sabem que os pais estão SEMPRE ao seu lado, para o melhor e para o pior, tornam-se crianças mais felizes.

     
    TAGS

    0 comentários

    Deixe um comentário