29Dez/14

A mãe que eu não sou!

POR: MirelaCATEGORIA: Papo de Mãe(0) COMENTÁRIOS

Book mãe e filho

Não, eu definitivamente não sou a mãe que achei que seria um dia. Não mesmo!
O tipo de mãe que me imaginei era calma, paciente, compreensiva, permissiva na medida certa e acertiva o tempo todo.
Essa mãe era infinitamente doce, atenciosa, carinhosa, e não se importaria nunca de ser chamada milhões de vezes de “mãe” numa mesma hora. Não se importaria e sequer se cansaria.

Essa mãe que eu imaginei, não sentiria nunca saudades do seu passado “livre”, achava até que um futuro “preso” iria ser perfeito e facilmente controlável… Pobre de mim!
Desenhei uma mãe cuja qual nunca serei, e com isso quase me frustrei porque nela nem perto cheguei, mas quer saber?
Hoje eu aprendi a gostar da mãe que virei e sabe o que mais eu descobri?
Que só não sou melhor do que sou, não é porque não quero, ou porque não me esforço. Não sou melhor porque o meu filho não deixa que eu assim o seja. Igual eu um dia reclamei e não deixei a minha mãe o ser, nem a minha mãe provavelmente deixou a minha avó… E assim por diante!

Não estou a por a culpa no meu filho, nem me desculpando pelos meus defeitos. Estou apenas mostrando a mim mesma que, mesmo não sendo a mãe que imaginei, eu TODOS os dias faço e dou de mim o melhor que consigo.
O problema é que eu e o meu filho somos simultaneamente professore e aprendizes um do outro e eu nem sempre estou disposta a aprender, e ele nem sempre está disposto a ensinar #AssimMesmo e é nessa hora que, não sei ele, mas eu fico à beira de surtar porque só a mim cabe a tarefa de educar e só a ele cabe a tarefa de desafiar e eu tenho que confessar que ele nesse quesito tá ficando cada vez melhor…

[essb-fans style=flat cols=4]
 
TAGS , , ,

0 comentários

Deixe um comentário